BIO


Mobirise

Omiri é um dos mais originais projectos de reinvenção da música de raíz portuguesa.

Para reinventar a tradição, nada melhor que trazer para o próprio espectáculo os verdadeiros intervenientes da nossa cultura; músicos e paisagens sonoras de todo o país a tocar e a cantar como se fizessem parte de um mesmo universo. Não em carne e osso mas em som e imagem, com recolhas de video manipuladas de modo a servir de base para a composição e improvisação musical de Vasco Ribeiro Casais.

Omiri é, acima de tudo, remix, a cultura do século XXI, ao misturar num só espectáculo práticas musicais já esquecidas, tornando-as permeáveis e acessíveis à cultura dos nossos dias, sincronizando formas e músicas da nossa tradição rural com a linguagem da cultura urbana.

Mobirise

Nos ultímos anos Omiri consagrou-se como um projecto internacional, levando toda a portugalidade aos quatro cantos do mundo e actuando nos maiores festivais nacionais e internacionais como a Womex, Reepperbahn, Eurosonic, Rudolstadt, Kaustinen, Viljandi, Dranouter, Live at Heart, Exib Musica, Iminente, WestWay Lab, Med, Artes à Rua entre muitos outros.

Paralelamente também desenvolve projectos especiais com o envolvimento das comunidades locais e direcionados a regiões especificas. "Alentejo vol.I: Évora" é sem dúvida uma obra prima que reintrepreta toda a cultura de uma região.

Ao vivo, para além de actuar a solo, Vasco Ribeiro Casais conta muitas vezes com a participação de 2 bailarinos que dançam coreografias de Filipa Peraltinha numa mistura de Hip-pop, dança contemporânea e de tradição. Maria Antunes, Guilherme Brak-Lamy e Rafaela Pinto são os bailarinhos com quem Vasco partilha o palco.


IMPRENSA


Mobirise

OMIRI on Folker

Mobirise

OMIRI on fRoots 

"For some years now, Vasco Ribeiro Casais has built a well-earned reputation for being one of the most original and exciting musicians to pick up on the Portuguese traditional rhythms and smash them against other European folk forms alongside is sober use of electronics. His project OMIRI remains a facisnating demonstration on how to do this.(...)" in Songlines (UK)

““Baile Electrónico” tem aqui verdadeiros momentos de génio de um multi-instrumentista, arranjador, produtor de rara sensibilidade(...) está ainda um disco enorme.” in ofado.pt

"Ein Album, das sowohl zuhause als auch im Tanzklub umme Ecke bestens funktioniert. Wohltuend anders!" in sound-and-image.de

"This recording has energy and coherence, and is one more step forward on an interesting artist's journey." in rootswold.com

(...) “uma harmonia entre o som e o vídeo, o rural e o urbano”(...) in tracker-magazine.com

(...) “um dos concertos da noite.” (...) (Festival Bons Sons 2014) in altamont.pt

(...)”a potência sonora da tradição nos nossos dias.”(...) in amusicaportuguesa.blogs.sapo.pt

(...)”um novo sinónimo para a palavra 'festa'”.(...) in Sofar Sounds Lisboa

(...)"um dos mais criativos e interessantes artistas da actual cena musical nacional." in infocul.pt

OMIRI "Alentejo vol.I: Évora" top 19 - Disco do Ano 2019 in revistavariacoes.pt

"Baile Electrónico" top 3 in World Music Charts Europe (Setembro 2017)

Prémio Inatel in Iberian Festival Awards 2020

VIDEOS


FOTOS


Fotos por: António Lopes, André Antunes, Ana Filipa Flores, Joana Negrão, Carsten-Stiller, Michael Pohl

AGENDA



CONTACTOS


Agenciamento e Gestão de Carreira:

Repasseado
info@repasseado.pt
+351 91 821 3331
+351 93 636 5379
www.repasseado.pt

Mobirise





Mobirise page software - Find more